Motorsports
Supermoto dos Campeões: 47 pilotos no kartódromo da Praia Grande

11 November 2014

Supermoto dos Campeões: 47 pilotos no kartódromo da Praia Grande

O kartódromo da Praia Grande mais uma vez recebeu de braços abertos os amantes das duas rodas, num belíssimo evento realizado por um grupo de pilotos no último domingo, dia 09/11.

.

A primeira edição do Supermoto dos Campeões foi um sucesso de pilotos e público. Mesmo sob um sol escaldante, as pessoas ficaram até a última bateria. O locutor Alexandre Eiras deu um show na locução e fez a alegria do público fazendo perguntas sobre a corrida e dando brindes para quem as respondia corretamente. As pessoas prestavam muita atenção em cada categoria, nos nomes dos pilotos e patrocinadores, pois as perguntas eram sobre esses assuntos.

 

No sábado, os pilotos puderam se familiarizar com o traçado do circuito durante o dia todo.

 

No domingo a coisa ficou mais séria. Na parte da manhã  aconteceram os treinos cronometrados e durante o almoço dos pilotos, o wheeling tomou conta do asfalto com o piloto Paulo Sorriso, que deu um show com suas manobras radicais. Paulo estava afastado do wheeling havia 7 meses por uma distensão na virilha e retomou os treinos recentemente. Foi aplaudido pelo público que vibrou com cada manobra.

 

Após o intervalo para o almoço, a primeira categoria a entrar na pista foi a SM3. Nove pilotos formaram o grid da categoria. Já nos treinos as brigas estavam muito boas, uma vez que os pilotos Khadun Lima, Dorival Junior e Roberto Gazquez fizeram tempos muito próximos. Foi dada a largada e Khadun Lima largou na ponta, mas logo foi ultrapassado pelo santista Dorival Junior e Roberto Gazquez. Khadun não se deu por vencido, correu atrás do prejuízo, assumiu a liderança novamente e venceu a prova, com Junior em segundo e Gazquez em terceiro.

 

Logo após entraram na pista as motos das categorias SM1 Light, SM2 e SM4.  A categoria SM1 Light foi criada como incentivo para aqueles pilotos que estão iniciando no esporte com motos importadas de 450cc, mas que não conseguem ainda acompanhar os feras da SM1. Guilherme Fais levou a melhor, com Wanderley Galiotti em segundo e Garden em terceiro. Garden estava bem na prova, entrou numa curva muito forte e bateu no muro. Graças a proteção Airfence instalada no local o piloto não se machucou. Inclusive voltou para a prova após tirar sua moto que ficou pendurada de cabeça para baixo.

 

Na SM2 o piloto da casa Thyrson Rodrigues deu um show. Fez a pole, largou na frente e abriu boa distância dos demais. Francisco Fox, Guilherme Rocha e Wilson Guimarães mantiveram uma briga boa. Na última volta, poucos metros antes da bandeira de chegada, Guilherme assumiu a segunda posição, seguido por Fox em terceiro e Wilson em quarto.

 

Na categoria SM4, Simão Lawant fez o melhor tempo, largou na ponta e conseguiu manter a liderança até metade da corrida, quando Adelmo Portuga, que saiu da última posição, assumiu a liderança até a linha de chegada. Simão terminou a prova em segundo, seguido por Gerson Incert em terceiro, Anderson Forniellis em quarto e Sergio Prates em quinto.

 

Numa disputa eletrizante, os pilotos da SM3 Pró deram um show de técnica e perícia. Felipe Teixeira, um dos organizadores da prova, fez a pole e garantiu o primeiro lugar até a placa de última volta, quando o experiente Alex Pavaneli fez a ultrapassagem e finalizou a prova em primeiro lugar. Felipe tentou retomar a posição e caiu, deixando a moto morrer e não conseguiu ligá-la a tempo de completar a prova para pelo menos para subir ao pódio. Completaram o grid Octávio Pinto em segundo, Thiago Coelho em terceiro, Gilson Viscardi em quarto e o iniciante Paulo Brito em quinto.

 

Para encerrar o dia com chave de ouro alinharam no grid 8 motos na categoria SM1, a categoria principal. Kleber Augusto e Chiquinho Velasco vinham travando uma batalha já nos treinos cronometrados. Chiquinho tinha feito o melhor tempo, inacreditáveis 44s364 e no final dos treinos cronometrados o atual campeão do Supermoto Brasil Cup, Kleber, fez a pole com o tempo 44s208. Dada a largada Chiquinho assumiu a liderança mas ainda no começo da corrida, enfrentou um vazamento de óleo na roda traseira de sua moto e caiu, não conseguindo voltar para a prova. Kleber Augusto assumiu a liderança e se manteve na posição até receber a bandeira quadriculada. O destaque da corrida ficou para Cleber Guimarães, que largou bem, mas sofreu uma queda e fez uma corrida de recuperação, chegando na quarta posição. Os pilotos Adelmo Portuga e Igor Varone travaram uma verdadeira batalha pela segunda posição, dividindo cada curva do kartódromo, até que em uma dessas divididas, Portuga entrou muito forte e errou a frenagem, voando alguns metros, porém, guerreiro como é, voltou para a pista e completou a prova em quinto lugar. Igor segurou com louvor o segundo lugar e Massao Nishimoto, que fez uma corrida tranquila, terminou na terceira colocação.

 

O Supermoto dos campeões contou com os patrocínios de Alemão Pneus, America Sports, RM Bikers, Auto Posto Espumas, Impacto Suspensões, Plasmoto, Espaço Cassino, RB5 designer, Cricri Motos e Regis Motos.

 

Para todos os resultados:

http://www.dlcronometragemesportiva.com.br/site/resultados.php

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *