Notícias
História – BMW R37 1929 Supercharger

03 October 2014

História – BMW R37 1929 Supercharger

Se você está achando que esse negócio de motor supercharger é a coisa mais up-to-date que existe em função de a Kawasaki ter apresentado sua Ninja H2R e seus 296 cv, veja esta história.

.

Em 1928 um alemão chamado Ernst Henne comprou uma BMW R37 mas acabou desmontando-a pouco tempo depois, entretanto, tão logo a moto voltou a ter condições de rodar, decidiu que era hora de dar uma apimentada em seu motor boxer, e acabou criando uma das motos mais sensacionais de sua época, que lhe possibilitou quebrar sucessivos recordes de velocidade.

.

Foram nada menos que 76 recordes mundiais com a motocicleta, que passou por sucessivos desenvolvimentos ao longo de oito

anos; entre 1929 e 1937, só deu ele quando o assunto era acelerar pra valer. Em 1929, ele cravou pela primeira vez seu nome na história ao atingir espantosos (para a época) 216,75 km/h e em 1935 sua marca era de 256 km/h! Para se ter uma ideia do que era este avanço para o seu tempo, somente em 1962, ou seja, 25 anos depois, é que Burt Munro alcançaria os 288 km/h com sua Indian Scout de 850 cm3, em Bonneville Salt Flats.

.

O segredo por trás de tantos recordes estava no sistema supercharger que ele desenvolveu para o motor de sua R37, um bicilíndrico boxer, refrigerado a ar, de 749 cm3, cujas dimensões de diâmetro e curso eram de 83mm x 68 mm. Estima-se que sua motoca desenvolvia mais de 100 cv, potência que até então nenhum veículo alcançava e tudo que criou foi feito no quintal de sua casa. E olha o pneu que ele escolheu para lhe dar segurança na hora de ir tão longe e tão rápido… METZELER!

.

Abaixo apresentamos a foto de um conceito desenvolvido pelo designer Tim Cameron, cujo motor de da R 1200R, foi elevado para 1500 cm3 e recebeu o supercharger. Apesar de a potência não ter sido declarada, estima-se que beire os 300 cv.

Para saber mais sobre a história desse alemão ao melhor estilo “Desafiando todos os limites” Ernst Henne’ life and times here.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *